Museu do Futebol veste máscara em “Pelé” para conscientizar visitantes


Ideia surgiu para convencer o público a usar a máscara em todos os momentos da visita – inclusive na hora de fazer selfies no Museu

Uma grande escultura do maior atleta do século dá as boas-vindas aos visitantes que chegam ao Museu do Futebol para a exposição Pelé 80 – O Rei do Futebol. A partir desta semana, a cenografia ganhou uma novidade: o Rei vai usar uma máscara de tecido, como forma de conscientizar os visitantes a manterem a proteção no rosto em todos os momentos do passeio – inclusive para tirar selfies. Localizado no Estádio do Pacaembu, o Museu do Futebol é uma instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

Desde que reabriu, em outubro de 2020, o Museu do Futebol vem adotando uma série de medidas para que o passeio seja seguro para todos: redução da capacidade de público, venda de ingresso com hora marcada, uso obrigatório de máscara, medição de temperatura de visitantes e funcionários na entrada, sinalização para distanciamento social e adaptação de todas as experiências interativas para funcionarem conectadas ao celular do público, evitando toque nos equipamentos do Museu. Com isso, 97% dos visitantes se sentiram muito seguros ou seguros durante a vista, segundo pesquisa de satisfação.

Porém, tem um momento em que a prevenção fica prejudicada: a hora de fazer autorretratos no Museu – as famosas selfies. “Os visitantes sempre alegam que é ‘só um minutinho’ para fazer a foto. Mas, pensem nos nossos funcionários: para eles, são vários minutinhos por dia, com várias pessoas diferentes. Por isso a equipe teve a ideia de vestir uma máscara na escultura de Pelé. Se ele vai aparecer com máscara na foto, nada mais lógico que o visitante também use a sua”, diz Renata Motta, diretora executiva do IDBrasil, organização social de cultura que gerencia o Museu do Futebol.

O uso de máscaras é obrigatório em espaços públicos em todo o Estado de São Paulo desde maio de 2020 e enquanto durar a quarentena, segundo o decreto estadual nº 64.959. Cidadãos que descumprem a medida podem pagar multa de R$ 524,59. Saiba mais sobre o uso de máscaras na página especial do Governo de São Paulo: https://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/mascaras/


PARCEIROS
A exposição Pelé 80 – O Rei do Futebol tem o patrocínio do Itaú Unibanco, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Também são parceiros da exposição Pelé 80 – O Rei do Futebol: Fundação Pelé, UOL Esporte Clube, Getty Images, Estadão Conteúdo, Agência O Globo, Prefeitura de Santos, Museu Pelé, Santos Futebol Clube e a concessionária Allegra Pacaembu.

A exposição em homenagem aos 80 anos do Rei fica em cartaz até 15 de abril.

A Temporada 2021 do Museu do Futebol tem o patrocínio do Aché Laboratórios Farmacêuticos, que também patrocina o projeto “Museu Amigo do Idoso”. Tem como apoiadores: Sportv/Globo, EMS Farmacêutica e TIVIT. São suas empresas parceiras Evonik e Pinheiro Neto Advogados. A Rádio CBN, UOL, Revista Piauí, Gazeta Esportiva e Guia da Semana são seus parceiros de mídia. O Museu do Futebol conta com as Leis Federais de Incentivo à Cultura e ao Esporte, e com o PRO-MAC, da Prefeitura de São Paulo. 


SERVIÇO
Estádio do Pacaembu – Praça Charles Miller, s/n, São Paulo
De terça a domingo, das 10h às 19h
Ingressos: www.museudofutebol.org.br/ingressos

Acesso exclusivamente mediante compra antecipada de ingresso com horário marcado – mais informações em www.museudofutebol.org.br. 

Pelé 80 – O Rei do Futebol + Exposição principal
De 15 de outubro de 2020 a 15 de abril de 2021
R$ 20,00 Inteira | R$ 10,00 Meia 

Só exposição principal (ingresso promocional)
R$ 10,00 (inteira) | R$ 5,00 (meia)

Crianças até 6 anos não pagam.
Entrada gratuita para todos às terças-feiras (é obrigatória a emissão antecipada de ingresso pelo site). 

 

MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA
Museu do Futebol – Comunicação

Olga Bagatini | olga.bagatini@idbr.org.br – 11 98154 0397
Renata Beltrão | renata.beltrao@idbr.org.br  11 99267 5447