Fábrica Sonora inaugura Unidade na Sede dos Patrulheiros Mirins de São Caetano do Sul


Nesta quinta-feira, 10/03, das 12h30 às 13h30, acontecerá o evento de inauguração do projeto sociocultural Fábrica Sonora, unidade Patrulheiros Mirins, em São Caetano do Sul, uma iniciativa do Instituto de Ciência e Tecnologia em Resíduos e Desenvolvimento Sustentável (ICTR).

Durante o evento, serão entregues 44 violinos doados pelo Consulado geral da Alemanha ao ICTR, para a expansão de seus núcleos de projetos socioculturais que atendem crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, por meio de ensino de música clássica, formação de novas orquestras e oficinas de lutheria sustentável.

No evento, ocorrerá a apresentação musical de Cláudio Micheletti, um dos maiores violinistas do país, com o maestro Ricardo Calderoni. E, também, da Helloysa do Pandeiro, finalista do programa The Voice Kids, 2021, pelo time do Carlinhos Brown, que cantará um repertório de músicas brasileiras. 

De acordo com Sabetai Calderoni, Presidente e CEO do Instituto, “Este ano, o ICTR completa 20 anos na área de desenvolvimento sustentável e enxergamos o ensino da música como um aspecto de suma importância dentro da sustentabilidade, que inclui também a parte social, ambiental, econômica e cultural.” E completa: “A inauguração deste projeto é um marco em nossa trajetória”.

Com diversas premiações musicais ao longo de sua história e tradição em bandas sinfônicas, a Associação Patrulheiros Mirins, em São Caetano do Sul, promove aulas gratuitas de Administração, Comunicação, Informática, Meio Ambiente e, agora, Música Orquestral, em contra turno escolar, e em horário noturno para os adolescentes que participam do estágio social de aprendizagem. 

Para prestigiar o evento, estarão presentes Thomas Schmitt, Cônsul-geral da Alemanha em São Paulo; Julius Calaminus, Adido Cultural do Consulado geral da Alemanha em São Paulo; Claudio Micheletti, Spalla no Teatro Municipal de São Paulo (OER); Ricardo Calderoni, maestro, diretor e fundador do projeto; José Auricchio Júnior, Prefeito de São Caetano do Sul, autoridades governamentais, representantes de associações, instituições de ensino e empresas importantes da cidade.

O projeto Fábrica Sonora promoverá aulas de músicas orquestrais, com turmas de crianças a partir de 12 anos, e apresentações musicais para que as famílias dos jovens participem e acompanhem as atividades educacionais oferecidas gratuitamente na unidade Patrulheiros Mirins, em São Caetano do Sul.

Ricardo Calderoni, maestro, diretor e fundador do Fábrica Sonora, explica que as crianças terão contato, pela primeira vez, com os violinos durante o evento e desde o primeiro dia de aula já terão em mãos os instrumentos musicais. 

“A oportunidade de ter as aulas de músicas nesta faixa de idade permite, não só o desenvolvimento de carreiras dentro da música e reconhecimento de novos talentos, mas também estimula o trabalho em grupo, a disciplina, desenvolvimento de habilidades e, ainda, trabalha com os dois lados do cérebro, integrando o hemisfério direito com o esquerdo, criando novas conexões neurais”, completa o maestro Calderoni.  

A presença do Consulado geral da Alemanha, país de origem de gigantes da música clássica como Bach, Beethoven e Brahms, aliada a experiência do maestro Ricardo Calderoni e de Cláudio Micheletti, renomados também por seu papel na educação musical, permite dar luz ao potencial que as crianças possuem. “Os talentos estão espalhados por todos os lados”, completa o maestro Ricardo.

“A Alemanha é um país rico em tradição musical clássica. É um imenso prazer prestigiar a expansão do projeto Fábrica Sonora, pois proporciona acesso ao aprendizado de música fortalecendo a educação e a cultura e unindo as famílias da comunidade”, destaca Thomas Schmitt, Cônsul-geral da Alemanha em São Paulo.

Cerimônia de inauguração contará com doação de 44 violinos pelo Consulado da Alemanha a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

Fundador do projeto Fábrica Sonora, maestro convidado e compositor em residência da Orquestra Nacional no Teatro em Brasília, possui vasta experiência em gestão de projetos culturais, reconhecido no Brasil e no exterior por diversas orquestras, embaixadas, presidentes de empresas multinacionais, instituições de ensino, Secretarias de Culturas estaduais, municiais e federais, ONGs e universidades. 

Nos últimos anos, têm se destacado em gestão de projetos socioculturais, com apresentação de palestras e regência de orquestras sinfônicas nacionais e internacionais.