• paiaia@radioconectados.com.br

Category ArchiveOuvinte conectado

Minha história!

A história de Carlos Sílvio:

Carlos Sílvio nasceu no povoado São José do Paiaiá, Nova Soure, Bahia, é radialista, apresentador e criador do programa Paiaiá na Conectados, que vai ao ar pela Rádio Conectados, SP. Em 2017 esteve entre os indicados ao prêmio “Melhores do Rádio”, pela Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA). Instagram: @cspaiaia Imagens e edição: José Cardoso Instagram: @josemytrip Participação de Maurito (sanfona). Colaboração: Darlan Zurc https://darlanzurc.com/

Prof. Geraldo Prado e Arnaldo S. Payayá falam sobre a história do Paiaiá

Professor Geraldo Prado, criador da maior biblioteca comunitária do mundo do mundo (Biblioteca do Paiaiá) e o professor e pesquisador da cultura indígena, Arnaldo Soares Payayá.

Assista:

Futebol de várzea: decisão por pênaltis é muita pressão

Eu, Carlos Sílvio, fui acompanhar um festival (torneio) de futebol de várzea no povoado Cabeleiro, Nova Soure, BA. A decisão por pênaltis é sempre com muita pressão da torcida.

Arte na feira de Nova Soure, BA

Carlos Silvio conversou com o artesão Gilberto, que vende artesanato na feira livre de Nova Soure, BA.

Bill Hinchberger:“the paiaiá program is the best in brazil podcast”.

A Pandemia no Novo Coronavírus alterou a rotina de muitas coisas, de muita gente.

O programa Paiaiá na Conectados, que vai ao ar todos os sábados, às 12h, na Rádio Conectados, também teve sua rotina alterada. Dia 14 de março, quando entrevistei o maestro Júlio Medaglia, foi a última entrevista nos estúdios da rádio.

Duas semanas depois, em conversa com o escritor Darlan Zurc(um grande amigo e parceiro de todos os momentos) falei que iria realizar as entrevistas através das lives no Instagram. Ele falou: “eu me comprometo a fazer as artes e a edição dos vídeos para o Youtube”. Foi assim que começou o Paiaiá em Quarentena.

Em ritmo frenético, fui em busca de entrevistados, elaborei pautas, roteiros e realizei 214 entrevistas pelo Instagram (confira todas as entrevistas no canal do Youtube ‘Paiaiá na Conectados’).

Mas ninguém faz nada só. Além do importante apoio de Darlan Zurc, na produção e indicação, tenho muito a gradecer a pessoas maravilhosas como os jornalistas Júlio Ottoboni, de São José dos Campos, SP. Peça fundamental nesse projeto. Os também jornalistas (americanos) Charles Perrone e Bill Hinchinberg, que direto de Paris, fez excelentes indicações. Bill, em conversas por telefone, me orientava, me dava dicas e certa vez disse: “the paiaiá program is the best in brazil podcast”. Que honra ouvir isso de um profissional com trabalhos jornalísticos em mais de 40 países.

Passaram pelo do perfil @cspaiaia profissionais das mais diversas áreas. A saber: cantores (as), compositores(as), cordelistas, poetas, roqueiros, forrozeiros, intérpretes, covers, repentistas, cordelistas, instrumentistas, escritores(as), atores, atrizes, ventríloquos, ator bonequeiros, artistas plásticos, políticos, atletas e ex-atletas(futebol, basquete, baseball), médicos, psicólogos, dentista, psiquiatra, infectologista, cientista, hipnólogo, jornalistas, radialistas, apresentadores de tv, narradores, locutores, ambientalistas, diretor de tv, coach, advogados, humoristas, filósofos, professores, engenheiro agrônomo, secretário de Saúde, secretária de Educação, candidatos a cargos políticos, empresários, sociólogos, imitadores.

Entrevistei grandes personalidades internacionais, como: americanos, russo, moçambicano, angolano e cabo-verdiano.

O programa Paiaiá foi do Oiapoque ao Chuí e mais além. Nos conectamos com pessoas das mais diversas cidades.

A saber: São Paulo(capital), Guarulhos-SP, Recife-PE, Piracicaba-SP, povoado Paiaiá, Nova Soure-BA, povoado Paiaiá) Jaraguá-GO, Lauro de Freitas-BA, Brasília- DF, Cipó-BA, Utinga-BA, Maceió-AL, Americana-SP, Rio de Janeiro(capital), Sete Lagoas-MG, Atalaia-AL, Teresina-PI, Fortaleza-CE, São Luis do Maranhão, Santo André-SP, Barreiras-BA, Camaçari-BA, Aracajú-SE, Olindina-BA, Monte Santo-BA, Salvador-BA, Conceição do Coité-BA, São José dos Campos-SP, Feira de Santana-BA, Manaus-AM, Quixeré-CE, Florianópolis-SC, Campina Grande-PB, Cruz das Almas-BA, Olinda-PE, Embu-Guaçú-SP, Alagoinhas-BA, Petrolina-PE, Belo Horizonte-MG, Itamira-BA, Rio Claro-SP, Indaial-SC, Chuí-R.S., Cabo Frio-RJ, Niterói-RJ, Vitória da Conquista-BA, Maringá-PR, São José dos Campos-SP, Barueri-SP, Guararema-SP, Mogi das Cruzes-SP, Diadema-SP, Santo André-SP; Ilhéus-BA, Nova Floresta-PB, Porto Alegre-RS, Suzano-SP, Guarujá-SP, Itapecirica da Serra-SP, João Pessoa-PB, Marília-SP, Serra do Mar-RJ, Jacareí-SP, Brasília-DF, Cuiabá-MT, Indaiatuba-SP, Pelotas-RS. Cidades brasileiras.

Como disse, personalidades internacionais, de diversas cidades internacionais, também passaram pelo nosso programa. Cidades americanas: Santa Cruz (Califórnia), Boca Ratón (Flórida), Nova York, Dakota e Manhatan. Praia (Cabo Verde), Paris (França), Maputo (Moçambique), Lubango (Angola).

A arte de entrevistar é sim uma arte de aprender. E o aprendizado ao realizar uma entrevista é imensurável. Entrevistar é estudar, é ser estudado, é respeitar o entrevistado e, acima de tudo, quem te assiste.

Confesso que não consigo medir o gigantesco aprendizado que tive nesse período de Pandemia. Pandemia produtiva?

Muito obrigado a todos que aceitaram participar desse projeto. Muito obrigado a todos que tirou um tempinho para acompanhar.

Obrigado Darlan Zurc, pela parceria, produção e amizade.

O fim de ano se aproxima e faremos uma curta parada. Não me sinto cansado. Não canso quando faço o que amo. Apenas irei renovar minhas energias.

Voltaremos com tudo em 2021.

Irei (preciso) fazer uma viagem até o Paiaiá. Será a viagem mais difícil que farei até ao Paiaiá. Não pela distância do caminho. Mas pelo vazio da chegada…

Tudo estará diferente e eu preciso de forças. Preciso ser forte.

Um feliz 2021 para todos!