Arquivos por mês fevereiro 16, 2021

Billy Blanco Jr. | Paiaiá em Quarentena (ed.216)

Paiaiá em Quarentena, edição 216, 16/02/21, Carlos Sílvio entrevista Billy Blanco Jr. Willian Blanco Abrunhosa Trindade Junior ou Billy Blanco Jr., é filho de um dos nomes mais importantes da Bossa Nova, Billy Blanco, o precursor da Bossa Nova. Músico, tradutor, ator, cantor, compositor e também toca piano.

Siga o Instagram: @cspaiaia

Se inscreva no canal

Arte de divulgação e edição: Darlan Zurc https://darlanzurc.com/​​

Museu do Futebol veste máscara em “Pelé” para conscientizar visitantes

Ideia surgiu para convencer o público a usar a máscara em todos os momentos da visita – inclusive na hora de fazer selfies no Museu

Uma grande escultura do maior atleta do século dá as boas-vindas aos visitantes que chegam ao Museu do Futebol para a exposição Pelé 80 – O Rei do Futebol. A partir desta semana, a cenografia ganhou uma novidade: o Rei vai usar uma máscara de tecido, como forma de conscientizar os visitantes a manterem a proteção no rosto em todos os momentos do passeio – inclusive para tirar selfies. Localizado no Estádio do Pacaembu, o Museu do Futebol é uma instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

Desde que reabriu, em outubro de 2020, o Museu do Futebol vem adotando uma série de medidas para que o passeio seja seguro para todos: redução da capacidade de público, venda de ingresso com hora marcada, uso obrigatório de máscara, medição de temperatura de visitantes e funcionários na entrada, sinalização para distanciamento social e adaptação de todas as experiências interativas para funcionarem conectadas ao celular do público, evitando toque nos equipamentos do Museu. Com isso, 97% dos visitantes se sentiram muito seguros ou seguros durante a vista, segundo pesquisa de satisfação.

Porém, tem um momento em que a prevenção fica prejudicada: a hora de fazer autorretratos no Museu – as famosas selfies. “Os visitantes sempre alegam que é ‘só um minutinho’ para fazer a foto. Mas, pensem nos nossos funcionários: para eles, são vários minutinhos por dia, com várias pessoas diferentes. Por isso a equipe teve a ideia de vestir uma máscara na escultura de Pelé. Se ele vai aparecer com máscara na foto, nada mais lógico que o visitante também use a sua”, diz Renata Motta, diretora executiva do IDBrasil, organização social de cultura que gerencia o Museu do Futebol.

O uso de máscaras é obrigatório em espaços públicos em todo o Estado de São Paulo desde maio de 2020 e enquanto durar a quarentena, segundo o decreto estadual nº 64.959. Cidadãos que descumprem a medida podem pagar multa de R$ 524,59. Saiba mais sobre o uso de máscaras na página especial do Governo de São Paulo: https://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/mascaras/


PARCEIROS
A exposição Pelé 80 – O Rei do Futebol tem o patrocínio do Itaú Unibanco, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Também são parceiros da exposição Pelé 80 – O Rei do Futebol: Fundação Pelé, UOL Esporte Clube, Getty Images, Estadão Conteúdo, Agência O Globo, Prefeitura de Santos, Museu Pelé, Santos Futebol Clube e a concessionária Allegra Pacaembu.

A exposição em homenagem aos 80 anos do Rei fica em cartaz até 15 de abril.

A Temporada 2021 do Museu do Futebol tem o patrocínio do Aché Laboratórios Farmacêuticos, que também patrocina o projeto “Museu Amigo do Idoso”. Tem como apoiadores: Sportv/Globo, EMS Farmacêutica e TIVIT. São suas empresas parceiras Evonik e Pinheiro Neto Advogados. A Rádio CBN, UOL, Revista Piauí, Gazeta Esportiva e Guia da Semana são seus parceiros de mídia. O Museu do Futebol conta com as Leis Federais de Incentivo à Cultura e ao Esporte, e com o PRO-MAC, da Prefeitura de São Paulo. 


SERVIÇO
Estádio do Pacaembu – Praça Charles Miller, s/n, São Paulo
De terça a domingo, das 10h às 19h
Ingressos: www.museudofutebol.org.br/ingressos

Acesso exclusivamente mediante compra antecipada de ingresso com horário marcado – mais informações em www.museudofutebol.org.br. 

Pelé 80 – O Rei do Futebol + Exposição principal
De 15 de outubro de 2020 a 15 de abril de 2021
R$ 20,00 Inteira | R$ 10,00 Meia 

Só exposição principal (ingresso promocional)
R$ 10,00 (inteira) | R$ 5,00 (meia)

Crianças até 6 anos não pagam.
Entrada gratuita para todos às terças-feiras (é obrigatória a emissão antecipada de ingresso pelo site). 

 

MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA
Museu do Futebol – Comunicação

Olga Bagatini | olga.bagatini@idbr.org.br – 11 98154 0397
Renata Beltrão | renata.beltrao@idbr.org.br  11 99267 5447  

Helvídio Mattos, O Repórter!

Hoje, 16 de fevereiro é o Dia do Repórter.
Na minha infância, no Paiaiá, não assistir TV. Morava na roça. Em janeiro de 1999, quando chego em Sampa, ia frequentemente visitar os três irmãos do Paiaiá (Rui, Uilton e Sílvio Prado), antes de dividir o mesmo teto com eles, aqui já bem instalados e com tv por assinatura.
Os canais de esportes sempre foram prioridades, na casa deles. Era futebol 24 horas.
Assistíamos muito os canais ESPN e as reportagens de Helvídio Mattos me chamavam atenção. Havia ali um jeito peculiar naquelas reportagens. Helvídio sempre enxergou além do óbvio. Capturou os detalhes “escondidos”.
Suas reportagens sempre serviram para mim como referência de uma boa reportagem. O seu jeito de transmitir a mensagem de forma clara e cativante. Despertava em mim ali um até então amor pela comunicação.
Dono de um currículo invejável, o jornalista trabalhou como revisor, repórter e editor em grandes veículos de comunicação, tais como: revista 2 Rodas, Jornal da Tarde, TV Tupi, TV Cultura, Diário Popular, TV Manchete, TV Globo, TV Cultura e Espn; cobriu 3 edições de Jogos Pan-americanos, 6 edições da Copa Africana de Nações, 6 Olimpíadas, 7 Copas do Mundo. Também, em parceria com Paulo Escobar, escreveu o livro “20 Sonhos e Rua e uma história de amor”.
O que eu não imaginaria era que um dia teria a honra de conhecer pessoalmente. De entrevistar, não imaginava, até porque não passava pela minha cabeça que um dia trabalharia em um veículo de comunicação, apesar do sonho.
Após uma entrevista no programa Paiaiá na Conectados(Rádio Conectados) e um almoço na casa do também jornalista Assis Ângelo, surgiu a ideia de criarmos um programa no Youtube.
Sair dali imaginando que eu poderia estar sonhando. Que honra estar ao lado de dois mestres. Uma honra participar de um programa ao lado de Helvídio Mattos, a referência, que apenas conhecia através da tv.
Além de ser uma referência como jornalista/repórter, Helvídio é um ser humano exemplar.
Parabéns

a todos os repórteres. Tenho certeza que muitos de vocês têm Helvídio como referência.

Obrigado, Helvídio Mattos!

Folha de São Paulo, 100 anos!

Na próxima sexta, 19/02, o jornal Folha de São Paulo estará completando 100 anos.
E no sábado, 20/02, no programa Paiaiá em Quarentena, vamos falar sobre o centenário do jornal, com dois convidados especiais.
A 1ª entrevista, às 19h00, eu recebo Juliana Coissi, jornalista e Editora da Agência Folha;
A 2ª é com Ricardo Kotscho, escritor e um dos mais importantes e jornalista do Brasil.
Imperdível!
Para acompanhar siga o Instagram: @cspaiaia
#PaiaiáEmQuarentena #Entrevistas #FolhadeSãoPaulo #Follha100anos #Entrevistas #jornalismo

Ronald Augusto | Paiaiá em Quarentena (ed.215)

Paiaiá em Quarentena, edição 215, 12/02/21, Carlos Sílvio entrevista Ronald Augusto. Ronald é Graduado em Filosofia/UFRGS e Mestrando em Letras/UFRGS, poeta experimental, crítico de poesia, ensaísta, editor, músico e letrista. Eu em São Paulo e ele em Porto Alegre, RS.

Siga o Instagram: @cspaiaia

Se inscreva no canal

Arte de divulgação e edição: Darlan Zurc https://darlanzurc.com/​

Facebook
https://www.youtube.com/channel/UCW7gLoeaKwZ9jy6c3KQjWfw
Instagram
WhatsApp WhatsApp